História

Fundada em 26 de outubro de 1974, durante Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia realizado na cidade de Curitiba-PR, a SBEM-DF teve a sua Ata de fundação dai assinada pelos seguintes médicos:

Berenice de Sousa Carneiro, Severiano Primo da Fonseca Lins Neto, Rogério Ulyssea, Maria Luiza Mathias de Souza, Maria Silva Sucupira, Reginaldo Holanda de Albuquerque , Waldenor Barbosa da Cruz, Antônio Carlos Macedo de Carvalho, Fernando Antônio Maria Rodrigues de Almeida, Paulina de Freitas Targino, Geraldo Rodrigues Guimarães, Mirtzi Hortenci Chianca Franca, Darcy Garbeline, Tereza Isabel de Almeida Mendes, Antônio da Costa Pereira, Gilvan Carvalho, José Marques de Souza Ramos, Selma Veloso Barbosa, Frederico Sérgio Lins de Castro Montenegro  e Laurenice Pereira Lima.

Ao longo destas mais de 3 décadas de história, a SBEM-DF se consolidou como uma importante sociedade científica. Sob a coordenação de seus afiliados nos respectivos locais de trabalho, implantou programas de amplo alcance social.

Foi a primeira Unidade Federativa a distribuir gratuitamente o Hormônio de Crescimento para crianças com déficit de crescimento, programa ainda em atividade e com inúmeros benefícios para a população.

Lançou campanhas de detecção de tireoidopatias (Conexão T) e de Dislipidemia (Conexão D) e fez parcerias com Sociedades científicas internacionais. Divulgou folders para população e que ainda hoje representam inspiração para outras sociedades desenvolverem campanhas estaduais e que muito tem contribuído para a divulgação das doenças relacionadas aos hormônios e ao metabolismo.

Disseminou por todos os estados brasileiros o programa de prevenção de complicações do diabetes mellitus, especialmente quanto aos riscos do pé diabético. Tal programa, iniciado no Hospital Regional de Taguatinga, cidade satélite de Brasília, tornou-se referência nacional na redução de amputações, custos de internação hospitalares e melhoria de qualidade de vida.

Atualmente também se desenvolvem pesquisas de ponta no ramo da Neuroendocrinologia, bem como levantamento de doenças nesta área como o Censo Nacional de Acromegalia.

Vários de seus médicos associados conquistaram prêmios nacionais por suas pesquisas e fizeram publicações científicas em periódicos de grande repercussão internacional.

Assim, nossa cidade, além da conhecida influência política, tem também forte impacto científico na área de endocrinologia e metabologia.

Em breve será divulgado um relato amplo sobre a história da endocrinologia em Brasília com relato de médicos que testemunharam e fizeram esta história.